2 de dezembro de 2020

EPAMA

Noticias

Aprenda a definir o mix de produtos para a loja de conveniência

Montar um mix de produtos para loja de conveniência é uma tarefa que requer muito tempo e pesquisa. Elaborar um catálogo de mercadorias que possam ser vendidas com facilidade é essencial para que você consiga faturar.

Escolher bem esses itens pode destacar seu posto de combustível diante da concorrência, sendo que inovação e agregação de valor nos produtos são elementos básicos para obter bons resultados. Afinal, vender mais nesse tipo de estabelecimento favorece o caixa geral do seu negócio.

Quer aprender como definir o mix de produtos ideal? Então, siga com a leitura.

Conheça o público-alvo

O primeiro passo para uma venda de sucesso é conhecer bem o seu público-alvo. Se você está montando um local ou já tem um estabelecimento e pretende renovar, é preciso saber para quem vai vender.

Dê uma volta pela região e pelas lojas, veja qual perfil de consumidor é mais frequente, saiba quem são as pessoas que estão comprando as mesmas mercadorias que você pretende oferecer. Observe tudo, pois isso vai ajudar a compreender quais são os elementos positivos e negativos que precisam ser considerados.

Defina os tipos de produtos

Existem quatro categorias de produtos que devem fazer parte da sua loja de conveniência. Veja abaixo quais são.

Itens de rotina

Trata-se de mercadorias que não podem faltar nas prateleiras. Ainda que o consumidor não tenha a intenção de levar esse tipo de produto ao visitar a loja, quando ele está no local pode comprá-lo também. São itens de rotina, como produtos de higiene e cozinha.

Itens sazonais

Há momentos do ano em que alguns itens têm grande saída. Na véspera de natal, o público busca pelos famosos enfeites, ao passo que na Páscoa a procura é pelos ovos de chocolate, por exemplo. Tais produtos não estarão presentes o ano todo, mas é bom que fiquem disponíveis durante esses períodos.

Itens de destino

São os itens de destino que fazem a clientela entrar em uma loja de conveniência. Trata-se de produtos diversos e de consumo recorrente, como água, bebidas, refrigerantes, gelo, sanduíches, carvão etc.

Itens de conveniência

Abrangem aquilo que é comprado por impulso. A pessoa visita o estabelecimento para levar outro item, mas quando vê esses produtos à mostra acaba comprando também. Os exemplos mais comuns são: balas, chocolates, gomas, pirulitos, salgadinhos, batatas chips, livros etc.

Disponha os produtos de maneira a chamar a atenção do público

A organização da loja de conveniência ajuda a ter sucesso nas vendas. Com uma otimização, você verá como cada detalhe faz a diferença nesse tipo de comércio. Veja as instruções a seguir:

  • entrada da loja: é o local para os itens sazonais e aqueles que estão em promoção. Eles devem ficar nas pontas das gôndolas e nas ilhas promocionais, para que todos possam vê-los logo de cara;
  • próximos do caixa: deve-se acomodar as mercadorias que são levadas por impulso, como as que estão no grupo de produtos de conveniência;
  • fundo da loja: os itens de destino precisam de destaque porque são comprados de forma planejada pelos clientes. Organize-os nessa área para fazer com que o público atravesse todo o ambiente e veja outras coisas;
  • meio da loja: ao lado das mercadorias de destino, você deve acomodar as de rotina.

E então, o que achou das nossas dicas sobre como montar um mix de produtos para a loja de conveniência? Coloque-as em prática agora mesmo para melhorar a distribuição de artigos no estabelecimento do seu posto de combustível e aumentar as chances de faturamento.

FONTE:

Minaspetro

Facebook

Siga-nos no facebook

Publicidade

Assine nossa Newsletter e receba nossas notícias GRATUITAMENTE!
Assinar