19 de setembro de 2018

EPAMA

Noticias

Gasolina comum com aditivo será obrigatória a partir de julho .

Por Denise de Almeida

A partir do mês de julho, a
gasolina comum deixará de existir nos postos brasileiros. A determinação
é da Agência Nacional
do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis
(ANP), que, por meio da Resolução 40/13, estabeleceu que a
gasolina C comercializada em todo o território nacional deverá conter detergente dispersante
em sua formulação. Ou seja, terá um mínimo de aditivação.

Apesar
da confusão que poderá gerar num primeiro momento, já que as distribuidoras já oferecem gasolina aditivada em seu mix de produtos,
na prática, pouco deve mudar para revendedores e consumidores, que continuarão vendo
nas bombas as mesmas denominações de
gasolina comum e aditivada. Contudo, ambas terão melhor qualidade, o que contribui
para o bom desempenho dos motores
automotivos e para a redução da emissão de poluentes na atmosfera, segundo a Agência.

A medida, que entraria em vigor em janeiro do ano
passado e determinava a adição compulsória
do detergente no combustível, havia sido adiada pela falta de definição
sobre quem faria a mistura.
Até o fechamento desta
edição, a data de comercialização da
gasolina com detergente continuava
marcada para 1º de julho, entretanto, na
opinião de alguns especialistas, a ANP ainda vai fazer adequações na resolução e
estender novamente o prazo.

Fonte – Revista Posto de Observação – Edição 361

Facebook

Siga-nos no facebook

Publicidade

Assine nossa Newsletter e receba nossas notícias GRATUITAMENTE!
Assinar