19 de setembro de 2018

EPAMA

Noticias

Preço Baixo dá Dinheiro?

“EM MOMENTOS DE CRISE, SÓ A IMAGINAÇÃO É MAIS IMPORTANTE DO QUE O CONHECIMENTO”.
(Albert Eistein)

Todas as postagens foram baseadas em fatos reais pelo consultor Edson Carlos de Oliveira

Negócios foram feitos para ser rentáveis, mas por que alguns não são tão rentáveis? Muitas vezes porque o empreendedor tem dificuldade em definir um público alvo e uma política de preço.

Infelizmente, em momentos de dificuldades, a maioria dos empreendedores usa pouco da criatividade e só enxerga a redução de preço de seu produto ou serviço como a solução para o aumento das vendas. Há outras alternativas, tais como, divulgação da marca, da qualidade, dos benefícios, agregar valor e etc.

Parece impossível? Vamos refletir um pouco, trabalho o dia todo na rua visitando de dois a quatro clientes por dia, adoro um cafezinho e o tomo nos mais variados ambientes e, o interessante é que, em alguns locais muito simples, sem quaisquer sofisticação, pago em torno de R$1,80 um cafezinho e um pão de queijo. Reconheço que o café é de coador, mas o pão de queijo, normalmente é bem farto. Em outros lugares, pelo café expresso e um pão de queijo bem pequeno, já paguei até R$8,00. O curioso é que no local mais caro sempre há filas e o lugar é mais sofisticado e aconchegante. O problema do local simples e, aparentemente sem um bom resultado, foi resolvido com preço baixo?

O próprio ex-presidente da TAM, o sr. Líbano Barroso, reconhece que a sua empresa deu uma balançada quando resolveu abaixar os preços para competir com o seu maior concorrente. Junto com o preço baixo, a qualidade dos serviços caiu e, os seus fiéis consumidores, deixaram de ser fiéis.

Quem deve ganhar mais dinheiro? O posto de combustível que vende gasolina de qualidade com preço alto ou aquele posto, normalmente com aparência ruim e que, pode até estar vendendo gasolina adulterada?

Por que o grupo Pão de Açúcar, conhecido pelos seus preços mais caros, é uma das maiores empresas do país?

Por que será que as pizzarias com preços baixos têm pouco tempo de vida no mercado e outras que vendem pizzas mais caras formam filas na entrada de seu salão?

E as marcas de roupas? Como pode uma etiqueta valorizar tanto um produto?

A resposta para tudo isto é simples, a valorização da marca através do marketing. A combinação destes ingredientes resulta em preços maiores e desperta uma vontade do consumidor se sentir bem consumindo o que é mais caro e, até, contar com orgulho que frequentou um lugar famoso pelos seus preços altos. Caro empreendedor, será que não está faltando uma pitada de PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE MARKETING em sua empresa? Afinal, negócios foram feitos para ser rentáveis. Consulte um especialista em custos.

www.consultoriaplanecon.com.br
[email protected]
Postado por Edson Carlos de Oliveira

Facebook

Siga-nos no facebook

Publicidade

Assine nossa Newsletter e receba nossas notícias GRATUITAMENTE!
Assinar