19 de setembro de 2018

EPAMA

Noticias

Trecho do livro O Poder da Solução.

Jorge, executivo de uma grande empresa, é um trabalhador sério, honesto e dedicado, com quase vinte anos de casa. Um belo dia, ele vai ao presidente da empresa e faz uma reclamação: “Tenho trabalhado durante todo esse tempo com muita dedicação, mas agora me sinto injustiçado. Pedro, que está conosco há somente três anos, já está ganhando mais do que eu”.
O patrão finge não ter ouvido e, cumprimentando-o, diz: “Foi bom ter vindo. Tenho um problema para resolver e você pode me ajudar. Estou querendo dar ao nosso pessoal um sobremesa após o almoço de hoje. Na esquina há uma barraca de frutas. Vá até lá e veja se tem abacaxi”.
Jorge, sem entender nada, sai da sala e vai cumprir a tarefa, Em cinco minutos está de volta.
“Como é?”, pergunta o patrão.
“Verifiquei, como o senhor mandou, e a barraca tem abacaxi”, diz Jorge.
“E quanto custa cada um?”
“Isso eu não perguntei, não!”
“Eles têm quantidade suficiente para atender a todos os empregados?”
“Não sei…”
“Muito bem , Jorge, sente-se naquela cadeira e aguarde um pouco”, diz o patrão, pegando o telefone e chamando Pedro a sua sala.
Quando ele entra, o patrão vai logo pedindo: “Pedro, estou querendo dar ao nosso pessoal uma sobremesa após o almoço de hoje. Na esquina há uma barraca de frutas. Vá até lá e verifique se tem abacaxi.”
Em oito minutos ele já está de volta.
“Tem abacaxi, sim. A quantidade é suficiente para todo pessoal e, se o senhor quiser, eles têm também laranja e banana.”
“E o preço?”
“Bom, eles estão vendendo o abacaxi a R$ 1,00 o quilo, a banana a R$ 1,00 a dúzia e a laranja a R$ 20,00 o cento, já descascada. Mas, como eu disse a quantidade era grande, eles me deram um desconto de 20%. Deixei reservado o abacaxi caso o senhor resolva compra-lo.”
Agradecendo as informações, o patrão dispensa Pedro e volta-se para Jorge, sentado a seu lado: “Acho que você perguntou alguma coisa quando entrou em minha sala. O que era mesmo?”
“Nada sério, não,patrão…”
Jorge, que imaginava que o seu problema era o fato de a empresa não lhe dar devido valor, pode ter, após esse episódio, uma pista de que o seu verdadeiro problema era ter se acomodado em sua posição. O sucesso do início da carreira e os elogios a seu trabalho criaram nele a ilusão de que poderia dormir sobre os louros da vitória. Agora ele terá a oportunidade de repensar sua atitude diante dos desafios. Isso não significa obrigatoriamente que vai aproveitar a lição para mudar. Na verdade, ele pode tomar dois caminhos: mudar sua forma de atuação ou ignorar os sinais de sua acomodação, brigar com o chefe ou com Pedro e acordar apenas quando o chefe vier a demiti-lo depois de tantos anos na empresa.
Fonte: Trecho do livro O Poder da Solução – Roberto Shinyashiki

Facebook

Siga-nos no facebook

Publicidade

Assine nossa Newsletter e receba nossas notícias GRATUITAMENTE!
Assinar