16 de dezembro de 2018

EPAMA

Noticias

Monitoramento de tanques de combustíveis é o novo ponto de ataque dos hackers.

Por Denise de Almeida

A Trend Micro, empresa especializada na defesa de ameaças digitais, revelou que hackers podem estar se especializando em invadir dispositivos de monitoramento ligados à Internet que medem capacidade de tanques de combustíveis.

Estudo feito pela equipe de investigação detectou que, nos últimos meses, vários sistemas de monitoramento de tanques de postos de abastecimento sofreram ataques eletrônicos. Segundo a empresa, uma simples invasão do sistema pode afetar o controle de estoque, coleta de dados, disponibilidade de gasolina em estações locais e, em casos mais graves, até mesmo causar incêndios.

Para entender melhor esse cenário, a Trend Micro criou um recurso computacional nomeado GasPot para propositalmente simular falhas de segurança, tornando-se atraente para o invasor. E, para assegurar recolhimento de dados em todo o mundo, o GasPot foi implantado nos EUA, Reino Unido, Alemanha, Rússia, Emirados Árabes e Jordânia, além do Brasil. Nas estatísticas, o Brasil ficou com uma taxa de ataque de 11%, atrás apenas dos Estados Unidos e Jordânia.

De acordo com o estudo, a falta de conscientização de segurança em dispositivos como esse e as deficiências do sistema são as principais motivações por trás dos ataques, que variam de extorsão a pequenas sabotagens, onde os cibercriminosos podem definir um limite de transbordamento do tanque para além de sua capacidade, desencadeando assim explosões e estouros de gás extremamente perigosos.

Fonte :Revista Posto de Observação – Edição 364

Facebook

Siga-nos no facebook
Assine nossa Newsletter e receba nossas notícias GRATUITAMENTE!
Assinar