16 de agosto de 2018

EPAMA

Noticias

Terceira casa decimal nos preços dos combustíveis.

O valor total a pagar pelo combustível deve ter apenas duas casas decimais, mesmo que o preço por litro tenha três?

Por Denise de Almeida

De acordo com a Resolução ANP n°41/2013, “os preços por litro de todos os combustíveis comercializados deverão ser expressos com três casas decimais no painel de preços e nas bombas medidoras. Na compra feita pelo consumidor, o valor total a ser pago resultará da multiplicação do preço por litro de combustível pelo volume total de litros adquiridos, considerando-se apenas duas casas decimais, desprezando-se as demais”.

Ou seja, a ANP estabelece que o preço dos combustíveis seja registrado nas bombas medidoras com três casas decimais. No entanto, o valor total a pagar só pode ser cobrado com duas casas decimais.

Veja o exemplo: valor do litro do combustível no mostrador da bomba abastecedora no posto revendedor: R$ 2,899 por litro; compra de 25,21 litros de combustível; Valor a ser pago: R$ 2,899 x 25,21 litros = R$ 73,08379.

Porém, o valor a ser pago pelo consumidor que aparece na bomba abastecedora é de R$ 73,08.

A Revista PO mantém essa coluna para que você possa esclarecer quaisquer dúvidas referentes ao seu negócio. Escreva para gente ou mande um e-mail. O nosso endereço eletrônico é [email protected]

Fonte:Revista Posto de Observação-Edição 366

Facebook

Siga-nos no facebook

Publicidade

Assine nossa Newsletter e receba nossas notícias GRATUITAMENTE!
Assinar