20 de julho de 2018

EPAMA

Noticias

Você sabe o que é PPRA e PCMSO?

Cada vez mais as pessoas procuram se qualificar para encontrar bons empregos e estabilidade no trabalho. Porém hoje em dia não são apenas as pessoas que se qualificam para encontrar boas empresas, mas as empresas também procuram melhores condições de trabalho e segurança para seus funcionários.

Existem leis que pretendem diminuir e até acabar com o número de acidentes que acontecem no ambiente do trabalho e vários profissionais atuam dentro das empresas para garantir melhor qualidade de vida para os funcionários.

PPRA ou Programa de Prevenção de Riscos Ambientes trata-se de uma legislação federal que pretende estabelecer uma metodologia de ação para garantia da preservação da saúde e integridade dos trabalhadores diante de riscos oferecidos do ambiente de trabalho.

Esses riscos podem ser agentes físicos, químicos e biológicos existentes nos locais de trabalho que podem causar danos à saúde dos funcionários.

Atualmente todas as empresas são obrigadas a ter o PPRA, não importa o risco que possa oferecer aos seus funcionários. Para elaboração do programa são necessários profissionais como técnico de segurança, engenheiro de segurança ou médicos do Trabalho.

Outro programa que visa colaborar para um ambiente de trabalho mais saudável para todos é o PCMSO ou Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, que visa identificar antecipadamente qualquer desvio que possa comprometer a saúde dos trabalhadores, monitorando-os através de exames laboratoriais.

O principal objetivo desse programa é levantar riscos existentes no ambiente e propor mecanismos para controlá-los.  PPRA e o PCMSO atuam juntos nesse processo.

A IMPORTÂNCIA

Ambos os programas são importantes para que uma empresa possa oferecer um ambiente de trabalho seguro e saudável para seus funcionários, longe de riscos que possam comprometer a saúde dos mesmos.

Os riscos estão em toda a parte, materiais tóxicos, máquinas perigosas, exposição a elementos que trazem danos para à saúde e tudo isso deve ser previamente levado em consideração. É preciso tomar atitudes que possam colaborar na vida de todos que trabalham em uma empresa.

As empresas que não tiverem os programas regulamentados podem ser multadas, e, além disso, caso o funcionário venha a contrair alguma doença ocupacional, os donos da empresa podem responder judicialmente pelo dano causado, resultando em indenizações altíssimas.

Fonte :Grupo Saúde e Vida 011 4126 2506

Facebook

Siga-nos no facebook

Publicidade

Assine nossa Newsletter e receba nossas notícias GRATUITAMENTE!
Assinar