5 de agosto de 2021

EPAMA

Noticias

O FUTURO DA REVENDA ESTÁ NAS MÃOS DO REVENDEDOR

​O futuro da revenda está nas mãos do revendedor

O SINCOPETRO SE UNIU A UMA DAS MAIS CONCEITUADAS ESCOLAS DE NEGÓCIOS PARA OFERECER AOS ASSOCIADOS INSTRUMENTOS ESSENCIAIS PARA SEU DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL. A PRIMEIRA TURMA SE INICIA ESTE ANO.

O mercado de combustíveis está em acelerada transformação no Brasil,mas a revenda não está acompanhan­do o ritmo dessas mudanças. É hora de arregaçar as mangas, profissionalizar a atividade e, como categoria, lutar por regras adequadas e por um mercado idôneo. As perspectivas para os próximos anos são de maior crescimento da economia brasileira e in­ternacional. Tais afirmações resumem o teor do evento realizado pelo Sincopetro em dezembro, no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo (SP).

Os revendedores participaram da palestra interativa do economista e jornalista Luís Artur Nogueira, editor da revista Isto é Dinheiro. Para o conferencista, desde que afastada a perspecti­va de agravamento dos conflitos internacionais, a economia mundial poderá ter crescimento bastante moderado em 2020. Com influência sobre o Brasil.

OTIMISMO COM RESSALVAS

Enquete eletrônica realizada durante a pa­lestra mostrou que quase 73% dos presentes estavam otimistas quanto à economia brasilei­ra. Luís Nogueira avaliou que indícios já apon­tam para a recuperação do país que, no entan­to será lenta. Ele projeta crescimento anual do PIB entre 2% e 3% até o encerramento do atual mandato e, somente a partir de 2022, a redu­ção do desemprego para algo na casa dos 10%.

O palestrante citou algumas características do cenário brasileiro que podem influenciar po­sitivamente o setor de combustíveis a partir da retomada do crescimento, como a demanda re­primida da classe C, projetos de infraestrutura, estímulo ao empreendedorismo e produtivida­de do agronegócio.

Novas enquetes mostraram que o excesso de fraudes continua sendo a principal preocupação dos revendedores (47%), junto com margens baixas (18%) e carga tributária elevada (20%), mas que, apesar disso, veem o próximo ano com otimismo, acreditando que seus negócios esta­rão melhores do que hoje (71% dos presentes).

Nogueira estimulou os revendedores a in­vestirem em inovação, mesmo que com peque­nas mudanças nos procedimentos cotidianos, que podem fazer toda a diferença. Também lembrou que o posto pode ser um shopping, que um app pode abrir inúmeras possibilidades de fidelização, que informações consistentes, atendimento simpático e um brinde podem manter clientes cativos.

Encerrou sua palestra destacando que cabe aos empresários o papel de protagonistas de seus negócios.

RESERVE SUA VAGA!

Na oportunidade, o presidente do Sincope­tro, José Alberto (Zeca) Paiva Gouveia, enfati­zou que, no momento presente, a profissionali­zação pode determinar o sucesso ou o fracasso de empresas de revenda diante dos grandes desafios impostos pelo mercado e apresentou proposta nesse campo.

Os participantes puderam conhecer, em primeira-mão, o Programa de Desenvolvimen­to Empresarial de Varejistas Sincopetro. Trata­-se de uma parceria do Sincopetro com a Fun­dação Dom Cabral (FDC), conceituada escola de negócios, com 43 anos de atuação e 10ª colocada no ranking mundial elaborado pelo Financial Times Journal.

O programa, de 136 horas/aula, consiste em importante instrumento de gestão empre­sarial. Ao longo de seus oito meses de duração, o programa abordará Gestão de Negócio, Lide­rança & Pessoas e Governança em Empresas Familiares, com enfoque especialmente volta­do às necessidades do segmento de revenda de combustíveis. A primeira turma, com um máximo de 45 participantes, deverá ter início ainda em 2020.

Os associados do Sincopetro terão condição es­pecial: investimento de R$ 19.800,00 (o valor inte­gral é de R$ 20.900,00), com 10% no ato da inscri­ção e o restante dividido em 10 parcelas mensais.

Conheça o programa em detalhes no site do Sincopetro: www.sincopetro.org.br

FONTE:REVISTA POSTO OBSERVAÇÃO EDIÇÃO 379

Por Cristiane Collich Sampaio

Facebook

Siga-nos no facebook

Publicidade